Buscar

Posso amamentar e ensinar meu bebê a dormir bem?

Quando estava esperando meu primeiro filho, antes de me especializar na área de sono infantil, eu queria saber tudo que tivesse alguma relação com a maternidade. Eu só não estava preparada para a grande quantidade de informações existentes e como os especialistas estavam em conflito com o ponto de vista uns dos outros.


No entanto, como a maioria dos pais faz, peguei a informação, analisei-a, usei o bom senso e crenças pessoais e, criei uma estratégia com a qual me sentia confortável. Mas uma coisa que eu não tinha certeza, principalmente porque ninguém parecia ter uma resposta clara, era se eu conseguiria ensinar meu filho a dormir enquanto estava amamentando.


O argumento básico contra a ideia, pelo que eu entendi na época, era que o leite materno é digerido mais rápido do que a fórmula e, portanto, os bebês que são amamentados precisam acordar várias vezes à noite para mamar. Caso contrário, eles sentirão fome durante a noite, não conseguirão dormir e, potencialmente, sofrerão de desnutrição.


Bem, eu sei que existem várias linhas sobre este assunto, e qualquer que seja a que você segue, provavelmente está convencida de que está certa. Como a maioria das coisas na criação de filhos, não há "certo ou errado", e sim o que é "certo para seu filho". Mas existem alguns fatos que você deve saber se estiver amamentando e tentando decidir se deve ou não ensinar seu filho a dormir.


Afinal, de que adianta ensinar a dormir se as necessidades nutricionais do seu bebê o impedem de dormir a noite toda? Então, aqui está um fato interessante. Ninguém dorme a noite toda.


Você pode pensar que sim, ou que dormia antes de ter filhos, ou que seu parceiro dorme, mas eu lhe asseguro, a menos que você esteja fortemente sedada ou caindo na cama depois de uma tortura, você acorda pelo menos algumas vezes durante a noite, todas as noites, e você sempre fez.


Quando dormimos, passamos pelo que chamamos de “ciclos de sono”, e esses ciclos vão do sono leve ao profundo e vice-versa, normalmente cerca de quatro ou cinco vezes por noite. Quando chegamos ao final de um ciclo e entramos naquele estágio leve do sono, frequentemente acordamos. Pessoas que pensam que dormem durante a noite normalmente não se lembram desses pequenos despertares, mas os vivenciam mesmo assim.


Os ciclos de sono dos bebês são mais curtos do que dos adultos, então eles acordam com mais frequência durante a noite. Os bebês que supostamente dormem a noite inteira ainda estão acordando, mas conseguem voltar a dormir sozinhos, sem a ajuda da mamãe e do papai.


Então, quando falamos sobre dormir durante a noite, no caso dos bebês, o que realmente estamos dizendo é que eles são capazes de dormir por conta própria, ou como chamamos na consultoria de sono infantil, eles têm “habilidades de sono independente”. Portanto, não importa se o bebê é amamentado no seio ou alimentado com fórmula, eles vão acordar à noite, várias vezes, pelo resto de suas vidas, assim como todo mundo.


Agora, quanto à ideia de que o leite materno é digerido mais rápido do que a fórmula, isso é realmente verdade, mas não na medida que muitas pessoas descrevem. Os recém-nascidos podem passar cerca de 2:30 a 3 horas entre as mamadas se estiverem mamando no seio.


Se eles estão sendo alimentados com fórmula, esse número está perto de 4 horas. Portanto, não é como se a fórmula fosse algum tipo de elixir mágico que manterá seu filho cheio e saciado por 10 ou 11 horas. Seus estômagos são pequenos e eles vão digerir comida líquida rapidamente, seja de uma mamadeira ou do seio.


O que isso significa para os pais no que diz respeito aos bebês recém-nascidos que dormem 11 - 12 horas durante a noite? Bem, isso pode acontecer. Alguns bebês são tão aficionados pelo sono que vão dormir à noite independentemente da fome, mas são poucos. Portanto, provavelmente, você terá que se levantar algumas vezes por noite para alimentar seu filho até que ele tenha cerca de 6 meses de idade.

Isso não significa que você deve colocar o sono do seu bebê em banho-maria até que ele atinja os 6 meses de idade. Muito pelo contrário. Ensinar seu bebê a dormir sozinho é algo que você pode começar desde cedo. Eu só quero que você entenda que se eles tiverem menos de 6 meses de idade, você pode não ter uma noite completa de sono ainda, independente se eles são amamentados no seio ou com fórmula.


Após a marca dos 6 meses, ou perto disso, seu bebê deve ser capaz de começar a dormir a noite toda sem mamar, e isso inclui bebês que mamam no seio. Esta é a parte onde o debate esquenta um pouco.

Digamos que você amamente sob demanda, o que é uma abordagem muito popular e que eu apoio totalmente se funcionar para você, seu bebê e sua programação. Se o bebê está acordando cinco vezes por noite para mamar, o princípio da alimentação sob demanda exigiria que você se levantasse e alimentasse o bebê cinco vezes por noite, certo?


Tecnicamente, sim. Mas se o bebê tem seis meses de idade, está ganhando peso em um ritmo normal e é capaz de consumir quantas calorias forem necessárias durante o dia, então é provável que o bebê não esteja, de fato, acordando à noite por fome.


O motivo mais comum para acordar à noite após a marca dos seis meses é porque a alimentação é parte de sua estratégia para dormir. Isso é outra coisa que nós, adultos, temos em comum com nossos bebês. Todos nós temos estratégias para dormir. Como adultos, estabelecemos nosso próprio ritual para dormir. Podemos pegar um copo d'água e colocá-lo ao lado da cama, escovar os dentes, ficar em uma posição específica ou ler um livro por um tempo, mas no final, é uma estratégia que ajuda a sinalizar aos nossos cérebros e corpos que é hora de dormir.


As estratégias de sono do bebê são menos sofisticadas, mas têm o mesmo propósito. Elas ajudam o bebê a relaxar e ficar confortável, onde seu cérebro reconhece o que deve fazer, e eles adormecem. Então, se a alimentação é parte dessa estratégia, não importa se eles estão realmente sendo alimentados. É o movimento de sucção, a sensação da mãe ao lado deles, a familiaridade da situação, que os ajuda a pegar no sono, e ficam dependentes disso.


Obviamente, cada bebê é diferente, e alguns podem ainda estar com fome o suficiente durante a noite para precisar mamar. Com isso em mente, existem alguns indicadores que podem ajudá-la a saber se os despertares noturnos são o resultado da fome ou do hábito de mamar para dormir.


O bebê só ingere uma pequena quantidade ao mamar durante a noite?

Eles adormecem cinco minutos após o início da amamentação?

O bebê eventualmente volta a dormir se não for alimentado?

Eles dormem apenas por 45 minutos a uma hora após a alimentação noturna?


Se você respondeu sim para a maioria ou para todas as perguntas, então seu filho provavelmente se enquadra no campo da “alimentação como estratégia de sono” e pode se beneficiar significativamente ao aprender algumas habilidades para dormir. Isso não significa que você não pode amamentar sob demanda, apenas que você terá que reavaliar quando exatamente o bebê está com fome e quando está procurando ajuda para dormir.


Retomando à pergunta feita no início deste artigo, o treinamento do sono e a amamentação são mutuamente exclusivos? A minha resposta é não. A amamentação é uma experiência absolutamente maravilhosa tanto para a mãe quanto para o bebê, que eu apoio 100%. Ter um bebê que dorme a noite toda pode não ser tão mágico, mas com certeza chega perto, e não há absolutamente razão alguma para que você não possa ter os dois ao mesmo tempo.


Se você precisar de uma ajudinha para guiá-la através do processo ocasionalmente complicado de ensinar seu bebê a dormir a noite toda, conte comigo.


Carla Picolli

carla@nightnight.co.nz


#nightnightsleepconsulting #sonoinfantil